Calculadora IMC

Calculadora IMC

IMC significa: Índice de Massa Corporal e trata-se de uma medida do nível de gordura de cada pessoa. É uma media de referência internacional reconhecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

O método de cálculo do IMC é simples e rápido e permite uma avaliação geral para definir se uma pessoa se encontra em risco de obesidade.

Para determinar o IMC, basta dividir o peso do indivíduo (massa) pela sua altura ao quadrado. A massa deve ser definida em quilogramas (kg) e a altura em metros.

Portanto, a fórmula de cálculo do IMC = massa / (altura x altura). Por exemplo, uma pessoa que pesa 75 kilos e mede 1.81 metros terá como resultado um IMC de 22.9. De acordo com os dados de referência, esta pessoa tem um peso adequado à altura.

 A calculadora IMC acima mostrou o resultado. Abaixo você tem a tabela para consulta.

 Dados de Referência Para um Adulto 

É  importante lembrar que essa tabela não é válida para crianças. O IMC infantil possui uma tabela específica que deve ser verificada ao longo do tempo. Isso porque as crianças têm tendência a emagrecer conforme vão crescendo.

Uma outra fórmula para cálculo da gordura corporal é denominada RIP (Recíproco do Índice Ponderal). E calcula-se dividindo a altura em centímetros pela raiz cúbica do peso em quilos.

O Índice de Massa Corporal (IMC) tem sido tradicionalmente utilizado em estudos clínicos e epidemiológicos, como instrumento para identificar sobrepeso e obesidade. Rabelo & Araújo (2001) sugerem que a utilização do Recíproco do Índice Ponderal (RIP), pelas características de sua formulação, seria mais adequada.

O objetivo deste trabalho foi comparar a identificação de sobrepeso feita pelos dois índices, tendo como medida critério a estimativa do percentual de gordura (G%).

Foram avaliados 89 homens (21,9 ± 2,3 anos, 177,7 ± 7,2 cm, 69,5 ± 5,9 kg, 8,0 ± 0,2 G%, 22 ± 1,8 kg/m2 de IMC e 43,3 ± 1,63 m/ kg1/3 de RIP) e 70 mulheres (21,4 ± 4,7 anos, 162,3 ± 5,4 cm, 54,9 ± 6,4 kg, 22,9 ± 4,5 G%, 20,8 ± 2,1 kg/m2 de IMC e 41,3 ± 4,1 m/kg1/3 de RIP).

O G% foi estimado pela equação de Jackson & Pollock (1978) e Jackson et al. (1980). Os resultados da utilização do IMC e do RIP foram semelhantes. Para o gênero masculino, observou-se correlação de 0,60 para o IMC e 0,57 para o RIP em relação ao G%.

Para o gênero feminino, as correlações foram 0,63 e 0,66 respectivamente. A identificação de sobrepeso, com a utilização dos índices ponderais, para os homens, concordou com o G% em 85% dos casos e houve equilíbrio entre a ocorrência de resultados falso-positivos e falso-negativos.

Para as mulheres, a concordância foi de 70%, com 30% de casos falso-negativos. Concluiu-se que a utilização de índices ponderais na identificação de sobrepeso, em indivíduos do gênero masculino, pode ser feita com concordância razoável com o G%, já para os indivíduos do gênero feminino, a utilização de tais índices deve ser feita com cautela.

A utilização do IMC e RIP, nesta amostra, conduziu a resultados semelhantes na identificação do sobrepeso.

Agora você já sabe corretamente como Calcular o seu IMC ( Índice de Massa Corporal ).

Saúde e Sucesso Para Você!

Gostou? Então Compartilhe!

    2 Comentários

    1. marly mota da costa

      Achei ótimo saber

      • Olá Marly! Primeiramente obrigado por acessar o meu Blog. Fico feliz com a sua participação. Que bom que você pode saber o seu IMC aqui. Mais informações, dúvidas entre em contato comigo que estarei sempre pronto para atender.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *